DESTAQUE

Testes em Animais: nossa política

A Lush não testa em animais, não usa materiais que contêm derivados que sejam inadequados para vegetarianos e só compra matéria-prima de companhias que não estão envolvidas ou comissionam o de uso de animais para testes e não têm planos de usá-los no futuro. Nós acreditamos que os testes em animais não são aceitáveis. Nós reconhecemos que a segurança do consumidor é importante, mas ela pode acontecer sem o uso de animais.

A Lush não testa em animais, não usa materiais que contêm derivados que sejam inadequados para vegetarianos e só compra matéria-prima de companhias que não estão envolvidas ou comissionam o de uso de animais para testes e não têm planos de usá-los no futuro. Nós acreditamos que os testes em animais não são aceitáveis. Nós reconhecemos que a segurança do consumidor é importante, mas ela pode acontecer sem o uso de animais.

Nós não compraremos intencionalmente ingredientes de fornecedores que conduziram, comissionaram ou participaram de testes em animais após a nossa data limite, fixa a 1° de julho de 2007, a menos que o fornecedor se comprometa a encerrar os testes em animais no futuro, utilizando as alternativas in-vitro, aceitas pela Lush (refere-se à técnica de realizar um determinado procedimento em um ambiente controlado fora de um organismo vivo).

Além disso, nos reconhecemos a inevitável exceção da legislação REACH (Registro, Avaliação, Autorização, e Restrição de Químicos), a Lush deseja continuar a encorajar os fornecedores a realizar testes de segurança a partir de métodos livres de animais e a fundar o desenvolvimento destes métodos.

Nós construímos a Lush desde seu primeiro dia utilizando essa política – e nós acreditamos que isso mostra que é possível inventar, manufaturar e trazer ao mercado uma gama variada de produtos sem o envolvimento de testes em animais. Nossos fundadores lançaram essa política em junho de 1993, quando ainda administravam sua antiga empresa, a Cosmetics To Go. Então, quando deram início à Lush, em 1995, foi dada a largada para utilizar essa política que permanece intacta até hoje. 

 

Comentários (0)
0 Comentários